sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

12º Ricetta I migliori del 2008 - Cafezinho das Cinco



Esta é a última, mas não menos gostosa participação para o Sfida Della Nostra Cucina - Melhores do Ano. A querida Luciana Macêdo do Blog Cafezinho das Cinco, nos apresentou essa pizza maravilhosa no Sifda Della Nostra Cucina - La Pizza. Combina direitinho com sexta-feira, o dia da pizza (pelo menos em São Paulo).


Pizza Marguerita ao Pesto

Foto Luciana Macêdo - Blog Cafezinho das Cinco

Ingredientes:
(massa)
1/2 kg de farinha de trigo
2 ovos inteiros
1 colher (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de açúcar
1 ½ colher (sopa) de fermento biológico
leite (mais ou menos 200ml)
sal
(cobertura)
200g de mussarela de búfala em fatias
Rodelas de tomate
Molho de tomate
Molho pesto
folhas de manjericão para decorar
azeite de oliva a gosto
(molho pesto)
200g de manjericão
100g de queijo pecorino ralado
100g de pinoli
1 dente de alho
azeite extravirgem

Modo de Preparo: (massa) - Num copo, junte um pouco de leite e o fermento biológico, misturando bem até dissolver. Numa tigela, misture a farinha de trigo, o sal, o açúcar e a manteiga. Acrescente o fermento dissolvido e misture bem. Trabalhe a massa com as mãos até que fique lisa e uniforme. Faça uma bola com a massa e deixe descansar por 1 hora. Depois de crescida, divida a massa em 2 porções iguais. Faça uma bola com cada uma das porções e deixe descansar por mais 1 hora. Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média). Unte com manteiga e enfarinhe com farinha de trigo duas assadeiras médias. Polvilhe com farinha de trigo uma superfície de trabalho. Com a ajuda de um rolo, abra cada bola de massa até obter um disco de pizza bem fininho. Distribua as pizzas nas assadeiras e leve ao forno para assar por 10 minutos, ou até que fiquem levemente assadas. Retire do forno e reserve. Mantenha o forno ligado.
(molho pesto) - Bata todos os ingredientes no liquidificador e acrescente o azeite até o ponto desejado.
(cobertura) - Espalhe o molho de tomate sobre cada pizza. Cubra o molho de tomate com algumas fatias de mussarela e finalize com uma rodela de tomate. Leve ao forno por até que a mussarela derreta. Retire do forno, coloque o molho pesto sobre os tomates e decore com folhinhas de manjericão. Sirva a seguir.
Notas:
Se usar mussarela de búfala em forma de bolinhas, corte-as em fatias finas.
O pinoli usado no molho pesto poderá ser substituído por amêndoas sem pele.

Buona Fortuna!

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

11º Ricetta I migliori del 2008 - Eu Mulher



Querida Ana do Blog Eu Mulher, nos apresentou essa pana cotta maravilhosa para o Sfida Della Nostra Cucina - Natale Italiano.

Pana Cotta



Foto Ana - Eu mulher
Ingredientes
500ml de creme de leite fresco (usei o de caixinha)
500ml de leite
1 xícara (chá) de açúcar (usei 3 colheres de leite condensado)
1 envelope de gelatina sem sabor dissolvida em ½ xícara (café) de água
2 colheres (café) de essência de baunilha
Como fazer:
Ferva o leite, o creme de leite e o açúcar numa panela. Após ferver, retire do fogo e junte a gelatina hidratada e a baunilha. Misture bem. Pode ser distribuído em forminhas individuais ou num refratário grande.
Preparo da calda:
Em uma panela coloque as polpas da sua fruta preferida, a água e o açúcar. Mexa, tampe a panela e deixe ferver por cerca de 10 a 12 minutos. Deixe esfriar.
Pulo do gato: Para essa receita será importante que o fogo esteja sempre baixo e que você esteja misturando constantemente para evitar que o creme de leite no fogo talhe. Importante também mexer com o Fouet, pois deixa a mistura mais homogênea.

Buona Fortuna!

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

10º Ricetta I migliori del 2008 - Cozinha e Coisinhas

A querida Miau Caldas do blog Cozinha e Coisinhas, nos trouxe um panetone salgado meio brasileiro e meio italiano para o Sfida Della Nostra Cucina - Natale. Diferente e delicioso!

Panetone de Mandioca

Foto Miau Caldas - Blog Cozinha e Coisinhas
Ingredientes:
  • 1 kg de mandioca picada
  • 1 1/2 litro de leite integral
  • 5 xícaras de chá de farinha de trigo
  • 3 tabletes de fermento biológico (45g)
  • 4 colheres de sopa de açúcar
  • 1 xícara de chá de óleo
  • 4 ovos
  • 2 xícaras de chá de queijo parmesão ralado
Recheio:
  • 2 xícaras de chá de ervas frescas picadas
  • 250g de mussarela ralada grosseiramente.

Modo de Preparo:Leve para cozinhar em fogo baixo a mandioca com 1 xícara de chá de leite, mexendo de vez em quando, até a mandioca ficar macia. Se necessário, adicione mais leite. A mandioca deve ficar bem cozida e absorver todo o leite. Retire e reserve.
Aqueça o restante do leite e junte o fermento e o açúcar. Misture até dissolver e acrescente 1 xícara de chá de farinha de trigo. Mexa até ficar homogêneo. Cubra com filme plástico e deixe a massa crescer por 30 minutos em local aquecido.

Coloque no processador a mandioca, o óleo, os ovos, o parmesão e o sal. Bata até obter um creme homogêneo e morno. Em seguida, despeje na massa de crescimento e, aos poucos, adicione a farinha de trigo, restante misturando bem. Sove a massa em uma superfície enfarinhada por 15 minutos. Cubra com filme plástico e deixe crescer por mais 1 hora.
Em seguida, abra a massa grosseiramente em uma superfície enfarinhada. Espalhe as ervas e a mussarela e enrole a massa como um rocambole.
Modele a massa e distribua em 3 fôrmas descartáveis de panetone (2 com capacidade para 1 kg e 1 de 500 g) até a metade e deixe crescer por mais 45 minutos.
Preaqueça o forno a 180º C. Leve os panetones para assar, em forno médio (180ºC) por 45 minutos ou até dourarem.
Retire do forno.

Buona Fortuna!

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

9º Ricetta I migliori del 2008 - Simplesmente Delícia



A querida Flávia do site Simplesmente Delícia, apresentou essa panacotta de Doce de Leite, para o Sfida Della Nostra Cucina - Natale.

Panacotta de Doce de Leite
 

Foto Flávia - Simplesmente Delícia 

Ingredientes:
1 ¼ copo de leite (use leite inteiro e não desnatado ou semi-desnatado)
3 folhas de gelatina incolor
3 copos de creme de leite fresco
1/3 copo de açúcar
1 pitadinha de sal
1 pote de doce de leite de 680 gramas (eu usei 2/3 do pote de Doce de Nata 

Modo de Preparo: 1. Em uma panelinha, esquente o creme de leite, o açúcar e o sal até estar bem quente, misturando até o açúcar diluir. Reserve.
2. Em outra vasilha, ponha o leite com a gelatina. Deixe as folhas de gelatina amolecerem por 5 a 10 minutos. Quando as folhas de gelatina estiverem moles, ponha-as assim como o leite, na panela com o creme de leite. Esquente até a gelatina derreter misturando devagarzinho. Assim que estiver derretido, passe o creme pela peneira para outra vasilha. Ponha essa vasilha com o creme num recipiente maior, cheio de cubos de gelo, e misture até o creme engrossar. O creme deve atingir 10ºC num termômetro de cozinha. Se você não tiver um, com o dedo teste a temperatura. O creme deve estar bem frio e espesso.
3. Prepare 8 copinhos. Ponha um pouco de doce de leite no fundo de cada copinho, tomando cuidado para não sujar os lados dos copos. Derrame o creme sobre o doce de leite até 1 cm da borda. Leve à geladeira por no mínimo 8 horas, ou de um dia para o outro. Antes de servir, com uma colherzinha, ponha um pouco mais de doce de leite em cima da Panna Cotta. Sirva gelado.

Buona Fortuna!

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

8º Ricetta I migliori del 2008 - Naco Zinha

A querida Gina do blog Naco Zinha, nos apresentou esse nhoque criativo nas cores da bandeira da Nostra Italia para o Sfida Della Nostra Cucina - La Pasta e arrasou! E agora está concorrendo aos melhores do ano, uma homenagem à terra das massas.

Nhoque de ricota à bandeira italiana

Foto do Blog Naco Zinha - Gina

Ingredientes:
1 kg de batatas
250g de ricota
400g de farinha de trigo
2 ovos
2 colheres (sopa) de parmesão ralado
2 colheres (sopa) extrato de tomate
1/2 maço de espinafre
noz moscada a gosto
sal a gosto

Modo de Preparo: Cozinhe as batatas, passe-as pelo espremedor e deixe esfriar.
Afervente as folhas do espinafre, escorra, bata-as no liquidificador e reserve.
Misture às batatas a farinha de trigo, os ovos, a ricota, o sal, a noz-moscada e o parmesão, amassando até unificá-la. Divida a massa em 3 partes iguais. Na primeira adicione 3 colheres de sopa de espinafre batido; na segunda, o concentrado de tomate; a terceira deixe branca. Numa mesa enfarinhada, fazer rolos finos com as massas coloridas, cortando-os em partes iguais. Claro que você pode (e deve se a família for grande) usar nhoqueira para facilitar essa etapa!
Aqui é que entra o detalhe: sugiro que sejam colocadas 3 panelas no fogo com água e sal, para cozinhar os nhoques de cada tipo separadamente. Vá retirando com escumadeira à medida que forem boiando. Dessa forma, ficam prontos rapidinho e não perdem temperatura.
Quando estiverem prontos, arrume-os numa travessa, na ordem das cores da bandeira italiana. Capriche num molho bem saboroso (ou mais de um), deixando-o(s) à parte, para que sejam regados na hora e, naturalmente, não cubram o efeito desejado da apresentação da bandeira.

Buona Fortuna!

domingo, 25 de janeiro de 2009

7º Ricetta I migliori del 2008 - Vó Mindoca



A querida Neyma do blog Vó Mindoca - Memória Gustativas, nos apresentou essa sobremesa maravilhosa para o Sfida Della Nostra Cucina - Natale Italiano e agora concorre junto com as outras receitas Melhores de 2008. 

Tiramisu de Panetone 



Ingredientes:
1 panetone de 500 gramas
5 claras em neve
400 ml de queijo mascarpone
400 ml de creme de leite batido chantilly
80 gramas de açúcar
150 gramas de chocolate meio amargo ralado

Calda

150 ml de café forte
3 colheres de sopa de licor Tia Maria 
3 colheres de sopa de rum

Modo de preparo: 
Bater as claras em neve, juntar o chantilly e misturar de leve. Juntar o queijo e misturar até formar um creme fofo. Juntar o açúcar e misturar. 
Cortar o panetone em fatias com menos de um dedo de espessura. 
Montar em camadas, uma camada de creme, raspas de chocolate, fatias de panetone, calda para umedecer e assim sucessivamente. 
Continuar as camadas até terminar com o creme e chocolate. Levar a geladeira por 3 a 4 horas. 
Esta é a receita original. A minha fiz com cream cheese no lugar do mascarpone e comecei as camadas com fatias de panetone. Não foi uma alteração muito grande. 

Buona Fortuna!

sábado, 24 de janeiro de 2009

6º Ricetta I migliori del 2008 - Mari´s Kitchens

A querida Mari do blog Mari´s Kitchens, nos apresentou esse prato especial e super original para o Sfida della Nostra Cucina - La Pasta. Uma massa leve, saborosa e bem diferente, com jeitinho de verão.

Foto do blog Mari´s Kitchens - Mari Azevedo


Talharim com Molho de Frango e Manga

Ingredientes:
- 500g de talharim
- 1/2 cebola ralada
- 2 colheres de sopa de azeite
- 2 mangas espada maduras cortadas em cubinhos
- 5 colheres de sopa de molho inglês
- 1 cubinho de caldo de legumes dissolvido em 250ml de água fervente
- 1 peito de frango cozido e desfiado
- 1/2 maço de coentro picadinho
- sal e pimenta da jamaica a gosto

Modo de Fazer:
1. Comece pelo molho. Numa panelinha, refogue a cebola ralada no azeite, até que fique transparente e comece a dourar.
2. Adicione os cubinhos de manga e tampe a panela... deixe por cerca de 10 min, até que a manga comece a se desmanchar.
3. Junte o molho inglês, adicione o caldo de legumes dissolvido na água, e mexa bem. Deixe por 15 minutos, em fogo médio,até que o molho dê uma leve engrossada.
4. Leve a mistura ao liquidificador, e reduza a purê (bata por cerca de 30 segundos)... volte o purê para a panela, eadicione o frango e o coentro.
5. Deixe por mais alguns minutinhos no fogo, para que o gosto do coentro incorpore bem no molho.. se estiver muito grosso,acrescente um pouquinho mais de água... desligue o fogo, e reserve.
6. Cozinhe o talharim em 3 l. de água fervente com 2 colheres de sopa de sal, e um fio de azeite de oliva.
7. Quando estiver "al dente" (o meu ficou pronto em 8 minutos), escorra o macarrão, coloque numa travessa, e jogue o molho por cima.
8. Dê uma misturada para que o molho se incorpore bem ao talharim, e sirva.

Buona Fortuna

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

5º Ricetta I migliori del 2008 - Receita Passo a Passo

O querido Beto do blog Receita Passo a Passo, nos apresentou esse lindo bolo para o Sfida della Nostra Cucina - Natale Italiano. Essa receita é sucesso garantido! Nós, administradoras, amamos esse bolo e aposto que nossos leitores também.

Bolo de Nozes Natalino

Foto Beto - Blog Receita Passo a Passo


Ingredientes da massa:

- 3 claras de ovos.
- 3 gemas.
- 2 xícaras de açúcar
- 1/2 xícara de manteiga sem sal
- 2 xícaras de farinha de trigo
- 1 colher de sopa de fermento em pó
- 1 xícara de chá de nozes
- 200 g de iogurte natural
- 1 cacho de uvas Thompson (sem sementes)
- algumas metades de nozes descascadas
- 50 g de chocolate meio amargo para decoração

Modo de Preparo:
Passo 1: Bata as claras em neve e reserve na geladeira.
Passo 2: Bata a gema, o açúcar e a manteiga sem sal por 5 minutos em velocidade alta, até ficar esbranquiçado e cremoso.
Passo 3: Adicione as nozes picadas, a farinha e o iogurte. Mexa com a espátula para misturar bem os ingredientes.
Passo 4: Adicione o fermento em pó e misture bem.
Passo 5: Adicione as claras em neve que estavam reservadas, em movimentos lentos, debaixo para cima, envolvendo as claras, sem bater.
Passo 6: Coloque a massa em uma assadeira untada com manteiga sem sal e com uma folha de papel manteiga. Não unte as bordas da assadeira, para o bolo crescer reto, sem fazer aquela "barriga" para cima. Asse em forno médio pré-aquecido por 50 minutos a 1 hora. Teste com um palito de dente ou faca.
Passo 7: Corte o bolo em 5 aros e reserve.
Preparo do recheio:
- Misture 1 xícara de chantilly batido, 1 quilo de doce de leite e 1 xícara de nozes picadas e meio saquinho de gelatina sem sabor incolor dissolvida em água quente.
Montagem do bolo:
- Na mesma assadeira que foi assado o bolo coloque um plástico grande. Por cima dele coloque um aro de bolo.
- Molhe o bolo com uma calda de sua preferência. Pode ser guaraná. Eu utilizo para fazer a calda, 500 ml de água fervida, 2 colheres de sopa de açúcar e 3 colheres de sopa de conhaque.
- Divida o recheio em 3 partes, aplique uma parte agora.
- Coloque mais um aro de bolo.
- Molhe mais uma vez com a calda.
- Coloque mais uma camada de recheio.
- Mais um aro de bolo.
- Molhe mais uma vez.
- Adicione mais uma camada de recheio.
- Mais uma camada de bolo.
- Molhe mais uma vez e feche o saco plástico por cima do bolo. Leve à geladeira por no mínimo 3 horas.
- Depois do tempo de geladeira desenforme o bolo e decore a seu gosto. Eu passei uma camada de chantilly, coloquei uvas thompson em forma de cacho de uvas, fiz os talos da uva e as folhas com chocolate meio amargo derretido dentro de um saquinho de papel manteiga. Coloquei também algumas metades de nozes. O resultado fica esse, muito bonito na minha modesta opinião.
DIFICULDADE: Média.
RENDIMENTO: 25 porções.
TEMPO DE PREPARO: 2 horas + 5 horas de geladeira.
Buona Fortuna

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Famiglia

A querida Gina me mandou esse texto muito bacana, vale a pena ler e pensar!
Viva os domingos em família!
Obrigada Gina :o)


Filhos Italianos vs Filhos Americanos

Filhos Americanos: Saem de casa aos 18 anos com total apoio dos pais.
Filhos Italianos: Saem de casa aos 28 anos, tendo poupado dinheiro suficiente para comprar uma casa e pagar duas semanas de lua de mel quando casarem.... , mesmo assim eles mantém um quarto na casa dos pais para os fins-de-semana.

Filhos Americanos: Quando a mãe os visita leva um bolo, os filhos servem café e eles conversam.
Filhos Italianos: Quando a mamma os visita, ela leva comida para três dias e começa a lavar e passar roupa, limpar e arrumar a casa.

Filhos Americanos: Seus pais sempre avisam quando vão visitá-los e, geralmente isto acontece só em ocasiões especiais.
Filhos Italianos: Eles nunca sabem quando os pais vão aparecer às oito da manhã de sábado e começar a podar as suas árvores frutíferas. E, se não houver árvores frutíferas, eles plantam.

Filhos Americanos: Sempre pagam aluguel e procuram nas páginas amarelas quando precisam de algum serviço.
Filhos Italianos: Ligam para os pais e tios e pedem o telefone de outros pais e tios que possam ter o número de telefone do serviço que eles precisam.

Filhos Americanos: Visitam os pais para comer um bolo com café e fazem só isso, mais nada.
Filhos Italianos: Visitam os pais para tomar um café, comer bolo, antipasto, vinho, um bom prato de massa, carne, salada, pão, sobremesa, frutas, expresso e uns drinks após o jantar.

Filhos Americanos: Cumprimentam os pais com 'Oi' e 'Olá'.
Filhos Italianos: Cumprimentam os pais com um grande abraço, beijos e tapinhas nas costas.

Filhos Americanos: Tratam os pais por sr. e srª.
Filhos Italianos: Tratam os pais por mamma e babbo.

Filhos Americanos: Nunca viram os pais chorar.
Filhos Italianos: Choram junto com os pais.

Filhos Americanos: Devolvem o que pedem emprestado aos pais em poucos dias.
Filhos Italianos: Ficam com as coisas que pedem emprestado aos pais por tanto tempo que os pais esquecem que são deles.

Filhos Americanos: Quando o jantar acaba vão para casa.
Filhos Italianos: Quando o jantar acaba ficam horas conversando, rindo ou simplesmente confraternizando.

Filhos Americanos: Sabem pouco sobre os pais.
Filhos Italianos: Podem escrever um livro sobre os pais.

Filhos Americanos: Comem sanduíches de manteiga de amendoim, geléia e pão de forma branco.
Filhos Italianos: Comem sanduíche de salame, queijo colonial, pão caseiro, crustoli, conservas...

Filhos Americanos: Deixam você para trás se é isto que a maioria está fazendo.
Filhos Italianos: Não lhe abandonam mesmo que a grande maioria ache normal abandonar.

Filhos Americanos: São amigos do momento.
Filhos Italianos: São amigos por toda vida.

Filhos Americanos: Gostam de Rod Stewart e Steve Tyrell.
Filhos Italianos: Gostam de Laura Pausini e Andrea Bocelli.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

O prêmio do desafio Natale Italiano chegou para Cris

Chegou a cesta da Cepêra com produtos maravilhosos para a querida Cris do blog From Our Home To Yours, campeã do Sfida Della Nostra Cucina - Natale Italiano. A receita vencedora foi Struffoli.


Cris, agradecemos a sua participação e a parceria da Cepêra, presenteando os nossos vencedores do Sfida.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

4º Ricetta I migliori del 2008 - Mundo de Alice



A querida Alice do blog Mundo de Alice, nos apresentou essa maravilhosa massa para o Sfida della Nostra Cucina - La Pasta, ótima para um jantar especial naquelas datas de comemoração, tornando o momento especial.  

Maccherone ao sugo di Pernice


Foto Alice - Blog Mundo de Alice 



Para 4 porções

Ingredientes:

4 perdizes

limão

manjerona, tomilho, sálvia

pimenta preta, sal

alho

vinho tinto

3 tomates

3 cebolas

vinho tinto

manteiga

molho de tomate

macarrão 500 gr


Modo de preparo:

tempere as perdizes com limão, sal, pimenta, ervas e vinho tinto, deixe neste tempero de um dia para o outro. Em uma panela coloque manteiga e frite bem as perdizes, deixando-as bem escuras. Acrescente as cebolas picadas, tomates em cubos e refogue bem. Coloque molho de tomate a gosto (usei umas duas colheres) para dar cor e vinho tinto. Deixe cozinhar bem e acrescente água quente aos poucos. Está pronto quando a carne começar a soltar dos ossos. Separe cada perdiz e desfie a carne grosseiramente. Volte a carne para a panela e deixe apurar mais o molho. Cozinhe o macarrão al dente e sirva com queijo parmesão ralado na hora.


Buona Fortuna! 

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

3º Ricetta I migliori del 2008 - Mirepoix


A querida Chef Debora Cordeiro, do blog Mirepoix, nos apresentou uma sobremesa italiana light maravilhosa para o Sfida Della Nostra Cucina - Natale Italiano, ótima para esse começo de ano, para quem está querendo recuperar os quilinhos ganhado no Natal. 

Crostata de Damasco


Foto Chef Debora - Mirepoix

Massa:
150g de margarina
2 gemas
1 xícara de chá de farinha de trigo
3 colheres de sopa de adoçante granular
1 colher de chá de canela em pó
100g de nozes moídas


Em uma vasilha, coloque todos os ingredientes e mexa com as pontas dos dedos até formar uma massa homogênea. Leve a geladeira por 1 hora e abra em forma redonda de fundo removível.


Recheio:
300g de damasco
1/2 xícara de chá de adoçante granular
1 colher de sopa de raspas de laranja
1 colher de sopa de raspas de limão
3 xícaras de chá de água


Coloque os damascos com a água para cozinhar até que forme uma pasta. Em seguida, coloque o adoçante e as raspas. Deixe esfriar e coloque sobre a massa. Faça as tiras de massa que sobrou e cruze-as. Leve ao forno médio até dourar (em torno de 30 minutos).


Rendimento : 10 fatias

Buona Fortuna!

domingo, 18 de janeiro de 2009

2º Ricetta I migliori del 2008 - Banquetes e Lanchinhos



A querida Téia do blog Banquetes e Lanchinhos, participou de vários Sfida Della Nostra Cucina e a sua receita escolhida por nós, administradoras do blog para "Os Melhores de 2008", foi a Pizza de Linguiça de Frango Apimentada com Pimenta de Cheiro, uma receita bem quente e alegre para esse verão 2009 no Brasil. 

Pizza de Linguiça de Frango Apimentada com Pimenta de Cheiro


Foto Téia - Blog Banquetes e Lanchinhos

Ingredientes:
Massa: (3 pizzas médias)
1 tablete de fermento biológico fresco (15g) ou um saquinho do seco
1 xícara grande de água morna
1 ovo
3 colheres de sopa de óleo
500 g de farinha de trigo (aproximadamente)
1 colher de chá de sal
1 colher de café de açúcar

Dissolva o fermento na água e junte os demais ingredientes colocando a farinha por último. Pode ser necesário acreswcentar um pouco mais de farinha, estará pronto, quando a massa soltar das mãos. Sovar bem. Leva uns 5 minutos.
Fazer uma bola e deixar crescer até dobrar de tamanho, mais ou menos 1 hora.
Abra a massa, asse e rechei a gosto.

Recheio:(1 pizza média)
200g de linguiça de frango apimentada
2 xícaras de mussarela ralada
1/2 lata de molho de tomate pronto
Orégano a gosto
1 fio de azeite
6 pimentas de cheiro com pele e sementes

Pré-aqueça o forno a 200°.
Leva a pizza em um recipiente redondo apropriado e untado com azeite por 10 minutos. Reserve.
Caso vá congelar, espere esfriar e só o faça após este passo.
Frite a linguiça com o mínimo de óleo, apenas para não grudar na panela ou na frigideira, até ficar dourada. Reserve.
Pique as pimentas em rodelas finas. Reserve.
Cubra a pizza com o molho, jogue a mussarela, a linguiça e o orégano e leve ao forno por 10 minutos. Jogue a pimenta e leve ao forno por mais 3 minutinhos.

Buona Fortuna!

sábado, 17 de janeiro de 2009

1º Ricetta I migliori del 2008 - Geléia de Rosas



A querida Renata Gaeta, do blog Geléia de Rosas, nos apresentou essa Polenta maravilhosa para o primeiro Sfida Della Nostra Cucina - La Polenta em 2008, fazendo os nossos leitores e nós, administradoras do blog, apaixonar por essa receita delicíosa. 
Para quem procura uma sobremesa diferente e gostosa, encontrou!

Bolo de Polenta com Figo Seco


Foto Renata Gaeta - Geléia de Rosas

- 1/2 xícara de damascos secos picados
- 1/2 xícara de figo seco picado
- 1/2 xícara de uva passa branca
- 1/4 xícara de lemoncello (ou grappa ou pinga)
- 5 colh. (sopa) de manteiga
- 4 xícaras de leite
- 1 pitada de sal
- 250g de farinha de milho pré-cozida para polenta
- 1 ovo
- 4 colh. (sopa) de farinha de trigo
- 1 colh. (chá) de fermento em pó
- 1 colh. (sopa) de sementes de erva-doce
- 6 colh. (sopa) de açúcar

Numa tigela pequena misture o damasco, o figo, as passas e o lemoncello. Reserve.
Derreta a manteiga em uma panela grande, adicione o leite e o sal e ferva.
Acrescente aos poucos a farinha de milho, mexendo sempre com um colher de pau até engrossar. Retire do fogo, passe para uma tigela grande e deixe amornar.
Bata ligeiramente o ovo e adicione à massa, junte as frutas secas (com o caldo do lemoncello) e mexa bem. Acrescente a farinha de trigo aos poucos, sempre mexendo. Junte a erva-doce e o açúcar e por último o fermento.
Asse em forma redonda (24 cm de diâmetro) untada em enfarinhada, em forno pré-aquecido, por aproximadamente 1h ou até dourar e ficar crocante por fora.
Para finalizar reguei o bolo ainda quente com uma caldinha feita de água morna, açúcar e um pouco de canela em pó. Decorei com as frutas secas e pistache.

Buona Fortuna!

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

I migliori del 2008

A partir de amanhã, vocês estarão relembrando receitas que foram sucesso, escolhemos 12 receitas participantes do Sfida Della Nostra Cucina para entrar em votação como Melhores de 2008, como prêmio, o participante ganhará uma cesta de produtos especiais da Cepêra e do dia 31 de Janeiro até o dia 8 de Fevereiro vocês escolherão a melhor receita entre os doze participantes.
A votação será feita através do nosso e-mail cucinaitalianabrasileira@gmail.com, não serão computados votos da mesma pessoa com e-mails diferentes e as receitas vencedoras dos outros desafios não entrarão nessa seleção.

buona fortuna!

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Penne alle Zucchine

Esta é mais uma receita que saiu do meu presente de natal. Esta massa com molho leve, à base de vegetais é um prato típico de Puglia. Leva um pouquinho de creme de leite, o que confere um sabor bem especial. Receita prática, rápida e muito saborosa. É daquelas para anotar e lembrar nos dias de pouco tempo e muita fome. 

"Penne alle Zucchine"



Ingredientes:
400g de "penne rigate" (macarrão pena riscadinho)
500g de abobrinhas em "julienne"
1 cenoura
1 talo de salsão
1/2 cebola
1 colher (sopa) de azeite
400g de tomates sem pele e sem sementes, batidos no liquidificador
Salsa picada a gosto
Folhas de manjericão rasgadas à gosto
Sal a gosto
100ml de creme de leite
Queijo parmesão ralado à gosto.

Modo de Preparo: picar bem fininho (ou triturar) a cenoura, o salsão e a cebola e refogá-los no azeite; a seguir, juntar as abobrinhas já cortadas e amaciá-las em fogo médio por 5 minutos. Adicionar então os tomates batidos, salgar a gosto e continuar o cozimento por mais 30 minutos em fogo brando. Quando faltar 10 minutos para terminar o cozimento do molho colocar a massa para cozinhar conforme instruções da embalagem. No final do cozimento do molho, apagar o fogo e acrescentara salsinha picada e o manjericão. Misturar o macarrão com o creme de leite e um punhado de queijo parmesão ralado. Misturar o molho neste macarrão e servir .

Rendimento: 4 porções

PS: na minha receita modifiquei algumas coisinhas: troque o manjericão e a salsinha por tomilho fresco, utilizei 1 lata de tomate pelado (nem passei por liquidificador, só triturei grosseiramente durante o cozimento com a colher) e por fim troquei o salsão por 1/4 de pimentão verde picadinho.

Fonte:
Vizioli, Paulo, Italianos à Mesa, Ed. Nova Alexandria, São Paulo, 2001.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Simboli Italiani - Sophia Loren

Quem não conhece Sophia Loren, na verdade Sofia Villani Scicolone, uma das atrizes mais lindas do cinema (minha opinião, mas acho que muitos concordam) e um ícone da cultura italiana?
Sophia é um símbolo de beleza e sensualidade e se mantém bela até os dias de hoje (pasmem, ela está com 74 anos!)

Imagem: BBC Brasil

Nascida em Roma em 20 de setembro de 1934, filha de um engenheiro e uma professora de piano e aspirante a atriz, a qual criou sua filha com muita dificuldade, pois fora abandonada pelo pai de Sofia. Romilda, mãe de Sofia, juntamente com a irmã e a pequena menina foram morar com a avó de Sofia em Pozzuoli, cidade próxima a Nápoles. A vida não era fácil para Sofia e sua família, passando ela por muitas privações e tudo piorou no período da Segunda Guerra. Nesta época, saíram de Pozzuoli e foram para Nápoles. O retorno a Pozzuoli ocorreu após o fim da guerra, onde a avó de Sofia abriu na sala de sua casa um bar, no qual vendia licor de cereja feito em casa. O tempo passou e aos 14 anos Sofia participou de concurso beleza em Nápoles e, apesar de não ganhar, ficou entre as finalistas.
A carreira começou a tomar novos rumos após o seu encontro com Carlo Ponti, produtor de cinema que posteriormente se tornaria seu marido. Com Ponti teve 2 filhos
Matriculou-se em um curso para atores e foi escolhida para atuar em Quo Vadis, onde iniciou de fato sua carreira como atriz no cinema. Foi aí que mudou seu nome para Sophia Loren.
Sophia trabalhou com diretores consagrados como Vittorio de Sica, Federico Fellini, Ettore Scola, Robert Altman, entre outros.
A sucesso mundial veio com o filme La Ciociara (Duas Mulheres) de 1962, pelo qual foi premiada com o Oscar de Melhor Atriz.
A lista dos seus trabalhos em cinema é extensa e são considerados trabalhos de destaque além do premiado La Ciociara, Il Girasoli (Girassóis da Rússia), Matrimonio all'Italiana (Matrimônio à Italiana), Una Giornata Particolare (Um Dia Muito Especial).
Sophia Loren foi a primeira atriz a receber um Oscar por um filme falado totalmente em outra língua que não o inglês.
Seu filme mais recente é de 2004: Peperoni ripieni e pesci in faccia (A Casa dos Gerânios).

Fontes:
Crônicas Urbanas
Portal de Cinema
Wikipedia
sophialoren.org

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Le squadre di calcio del Brasile più italiani - parte 1

Já estão começando os campeonatos de futebol pelo Brasil, agora é a época dos estaduais. Que me perdoem os leitores viciados por este esporte, afinal a moça que vos fala não é grande entendida, mas tenho o meu time de coração (e como descendente de italianos, não podia ser outro, o grande Palestra) e sei o que é um impedimento (aeeeeeeeee!!!!!), mas as informações futebolísticas não passam para muito além disso. Mas uma coisa eu sei: brasileiros e italianos possuem a mesma paixão pelo futebol, talvez esteja aí a raiz dessa paixão, da mistura de povos (italianos e brasileiros), que gerou este país. Será? Não sei, é uma hipótese a ser estudada.
O que posso dizer a vocês é que existem alguns clubes em terras brasileiras que foram gerados no meio dos imigrantes italianos, alguns na época da segunda guerra inclusive tiveram que mudar de nome (por exemplo o meu Palestra, hoje Sociedade Esportiva Palmeiras). Vamos voltar no tempo e descobrir quem são e onde estão as origens desses clubes. O primeiro, lógico, não podia ser outro, o Palmeiras, meu time de coração e o primeiro a ser lembrado quando falamos de clubes de origem italiana.

Sociedade Esportiva Palmeiras

A história deste clube começa em 26 de agosto de 1914, data de sua fundação. Os seus fundadores, imigrantes italianos (principalmente funcionários das Indústrias Matarazzo) tinham um objetivo: unir os italianos de São Paulo sob uma mesma bandeira e que estes fossem representados por este clube no campeonato oficial de futebol
Os principais fundadores do clube foram: Luigi Cervo, Luigi Marzo, Vicente Ragognetti e Ezequiel Simone (primeiro presidente do clube).
A primeira partida disputada pelo então Palestra Itália (a palavra palestra vem do grego, Palaistra, e significa lugar do exercício de luta corporal) ocorreu na cidade de Votorantim, contra a equipe do Savóia, vencendo por 2 a 0, com gols de Bianco e Alegretti, conquistando o seu primeiro troféu, a "Taça Savóia".
Em 1916 o Palestra participa do Campeonato Paulista da Associação Paulista de Esportes Atléticos e sua estréia aconteceu em 13 de maio deste ano, contra o A.A. Mackenzie College, onde empataram a partida em 1 a 1.
Em 1917, com reforços vindos do interior de São Paulo e do Ruggerone (clube da Lapa), o Palestra termina o campeonato com a segunda colocação. Neste ano, aconteceu a primeira partida de muitas contra o até hoje principal adversário Sport Clube Corinthians, a qual o Palestra venceu por 3 a 0.
Em 1920 aconteceu a compra, por 500 contos de réis do Estádio Palestra Itália e neste mesmo ano o clube conquistou seu primeiro título estadual.
A mudança do nome aconteceu em 1942, pela pressão sofrida por parte do governo brasileiro, pois o Brasil também estava contra os países do Eixo (fazendo parte deste países a Itália) na Segunda Guerra Mundial, passando então de Palestra Itália para Sociedade Esportiva Palmeiras.

Hino:



Letra: Gennaro Rodrigues
Música: Antonio Sergi

Quando surge o alviverde imponente
No gramado em que a luta o aguarda
Sabe bem o que vem pela frente
Que a dureza do prélio não tarda

E o Palmeiras no ardor da partida
Transformando a lealdade em padrão
Sabe sempre levar de vencida
E mostrar que de fato é campeão

Defesa que ninguém passa
Linha atacante de raça
Torcida que canta e vibra

Defesa que ninguém passa
Linha atacante de raça
Torcida que canta e vibra

Por nosso alviverde inteiro
Que sabe ser brasileiro
Ostentando a sua fibra

Os Distintivos:

Fonte: Sociedade Esportiva Palmeiras

Mascote:
O mascote do clube é o periquito, ave típica brasileira e foi escolhido porque essas aves faziam ninhos na área onde o clube está situado. Muitos confunde o mascote do Palmeiras com o Zé Carioca, mas o mascote do clube é mais antigo que o famoso personagem de desenho.


Fonte: Sociedade Esportiva Palmeiras

Títulos:

Títulos Internacionais

  • Campeonato Mundial Interclubes da FIFA - 1951
  • Copa Libertadores da América - 1999
  • Copa Mercosul - 1998
  • Troféu Ramón de Carranza (Espanha) - 1969, 1974 e 1975
  • Torneio do México (México) - 1959
  • Torneio Quadrangular de Lima (Peru) - 1962
  • Torneio Cidade de Manizáles (Colômbia) - 1962
  • Torneio de Florença (Itália) - 1963
  • Torneio Pentagonal de Guadalajara (México) - 1963
  • Copa IV Centenário do Rio de Janeiro (Brasil) - 1965
  • Torneio Quadrangular João Havelange (Brasil) - 1966
  • Copa Brasil-Japão (Japão) - 1967
  • Copa da Grécia (Grécia) - 1970
  • Torneio de Mar del Plata (Argentina - Uruguai) - 1972
  • Copa Kirin (Japão) - 1978
  • Torneio Euro-América (Brasil) - 1991, 1996
  • Copa Imigração Italiana (Brasil) - 1975
  • Copa Brasil Itália (Brasil) - 1994
  • Torneio Lev Yashin (Russia) - 1994
  • Torneio Naranja (Espanha) - 1997

Títulos Nacionais

  • Campeonato Brasileiro - 1972, 1973, 1993 e 1994
  • Torneio Roberto Gomes Pedrosa - 1967 e 1969
  • Copa do Brasil - 1998
  • Taça Brasil - 1960 e 1967
  • Copa dos Campeões - 2000
  • Campeonato Brasileiro Série B - 2003

Títulos Interestaduais

  • Torneio Rio-São Paulo - 1933, 1951, 1965, 1993 e 2000
  • Taça de Campeões Rio-São Paulo - 1926, 1934, 1942 e 1947
  • Troféu Porto Alegre - 1936
  • Torneio da Bahia - 1937
  • Torneio do Paraná - 1938
  • Torneio Quadrangular de Fortaleza - 1938
  • Torneio de Inauguração do Pacaembu - 1940
  • Torneio de Belo Horizonte - 1945
  • Troféu Rio Grande do Sul - 1946
  • Taça de Campeões São Paulo-Bahia - 1948
  • Torneio Quadrangular São Paulo-Rio - 1952
  • Torneio Quadrangular do Recife - 1955
  • Torneio do Café - 1984
  • Taça Maria Quitéria - 1997
  • Taça Governador de Goiás - 1997

Títulos Estaduais

  • Campeonato Paulista - 1920, 1926 (invicto), 1927, 1932 (invicto), 1933, 1934, 1936, 1940, 1942, 1944, 1947,1950, 1959 (supercampeão), 1963, 1966, 1972 (invicto), 1974, 1976, 1993, 1994, 1996 e 2008
  • Campeonato Paulista Extra - 1926 (invicto) e 1938
  • Taça Estadual de Campeões (Taça Competência) - 1920, 1926, 1927 e 1932
  • Taça Ballor - 1926 e 1927
  • Torneio Inicio do Campeonato Paulista - 1927, 1930, 1935, 1939, 1942, 1946 e 1969
  • Taça dos Invictos - 1933, 1934, 1972, 1973, 1974, 1989
  • Troféu Campeoníssimo - 1942
  • Taça Cidade de São Paulo - 1945, 1946, 1950, 1951
  • Torneio Roberto Ugolini - 1959, 1960
  • Torneio de Classificação Paulistano - 1969
  • Taça Piratininga - 1963, 1965 e 1966
  • Torneio Laudo Natel - 1972
  • Troféu Gazeta Esportiva - 1979
  • Troféu José Maria Marín - 1987
  • Troféu Athiê Jorge Coury - 1993

Títulos Honoríficos

  • Campeão Honorário do Brasil - 1926, 1933 e 1947
  • Campeão do Ano Santo - 1950
  • Campeão das Cinco Coroas - 1950 e 1951
  • Fita Azul (excursões ao exterior) - 1962, 1972 e 1994
  • Troféu da IFFHS (Federação Internacional de História e Estatística de Futebol) - 1999

Títulos do Palmeiras B

  • Torneio Internacional da Índia (Calcutá - Índia) - 2001
  • Torneio China-Brasil - Taça Cristal (China) - 2004
  • Taça Centenário do Estudiantes de La Plata (Argentina) - 2005
  • Torneio Internacional de Bellinzona (Suiça) - 2007

Títulos do Segundo Quadro

Entre 1915 e 1940 foi disputado o campeonato paulista de segundos quadros, onde o Palestra Itália foi o maior campeão. Confira as conquistas:

  • 1917, 1919, 1920, 1922 (invicto), 1923, 1926 (extra), 1927, 1928, 1929, 1930, 1931, 1932, 1934, 1938 (extra)

Títulos do Palmeiras do Nordeste

  • Campeão Estadual da Bahia 2º Divisão - 2001
  • Campeonato Estadual da Bahia 1º Divisão - 2002
  • Taça Estado da Bahia (Troféu Mario Sérgio Pontes de Paiva) - 2003

Fonte:
Sociedade Esportiva Palmeiras
Wikisource
Sambafoot

domingo, 11 de janeiro de 2009

Peperoni

Os "pepperoni" são um variação de peperoni, o plural italiano de peperone. No italiano, o peperone liga ao fruto do capsicum.Em toda a Europa, o peperoni é a palavra comum para a pimenta de sino. 
O pepperoni constitui uma variedade ítalo-americana apimentada do salame seco, feita de carne de porco e a carne de gado, incluindo algumas vezes toucinho e temperadas com pimentão vermelho moído, são descendente dos salames apimentados italianos, tais como o picante napolitano do salsiccia, um sausage de carne de porco seco picante de Nápoles. São usados freqüentemente como cobertura da pizza em pizzarias do estilo americano. É a cobertura mais popular das pizzas na América do Norte, presente ao menos em 30% de todas as pizzas. A pizza de "peperoni" requisitada na Itália é freqüentemente uma surpresa não bem vinda para turistas. 

Conforme as normas nacionais brasileiras, entende-se por Pepperoni, o produto cárneo industrializado, elaborado de carnes suínas ou suínas e bovinas, toucinho, adicionado de ingredientes, com granulometria média entre 3 e 6 mm, embutido em envoltórios naturais ou artificiais, apimentado, curado, fermentado, maturado, dessecado por tempo indicado pelo processo de fabricação, defumado ou não.


Fonte Wikipédia